21 de fevereiro de 2018

O que você come quando tá deprimido?

     Querido Diário!

     Então, eu e o meu boyfriend brigamos! Pois é, estamos em uma baita crise, deixa eu tentar explicar o que aconteceu; em um tempo remoto do ano passado, o meu boyfriend resolveu conversar com outro cara, e tudo mais, essa era a segunda vez que ele estava "flertando" com outra pessoa no meio do nosso relacionamento (só uma observação, ele não me disse se fizeram alguma coisa ou não, e outra, quando ferem nosso orgulho e nossa confiança é foda acreditar que não houve nada), bem, mas dessa última vez extrapolou tudo, pois no meio de uma janta com um casal de amigos o celular dele toca e eu vejo um (nick) nome, aqueles de bate-papo uol sabe? E não hora precisei disfarçar toda a minha raiva, toda a minha dor e continuar sorrindo e tratando as visitas com toda a naturalidade do mundo. Até aí, ok!
     Mas o que aconteceu, no meio dessa muvuca toda, eu quis devolver na mesma moeda, e fiz o mesmo que ele, fiquei com outra pessoa, lembrando que isso ocorreu ainda ano passado, e ele descobriu semana passada tudo o que tinha acontecido, no primeiro momento ele queria terminar, não queria falar mais nada, não queria falar comigo, mas eu, com toda a paciência do mundo chamei ele pra conversar, expliquei a situação toda, que foi em um momento de raiva, de tristeza, de cabeça quente que fiz isso sem pensar. Até esse momento ele se quer tinha pensando no que ele tinha feito, no que ele tinha feito eu sofrer e sentir. Mas tudo bem, pedi perdão, falei tudo o que eu tinha para falar. Inclusive que eu tive que passar por dois desses momentos e mesmo assim engoli meu orgulho e aceitei continuar com ele. Enfim, depois disso tudo acontecendo, nesses últimos dias, ontem foi a primeira vez que eu chorrei, feito criança, chorrei de saudade, de dor, de arrependimento, mas o que posso fazer agora? Já tentei, agora preciso dar tempo ao tempo para ver se ele vai aceitar o meu pedido de perdão ou simplesmente vai ignorar todos esses quase 3 anos de relacionamento.
     Bem, o foco dessa postagem é um desabafo e um momento de limpar a alma, voltando ao foco do título o que vocês costumam comer quando estão tristes ou com algum outro problema? Eu gosto muito de comer mingau quando estou assim, pois eu sei que é a única coisa que eu consigo fazer parar no meu estômago, vou postar aqui a receita que eu sigo quando acontece essas coisas hehe, quem sabe isso ajude mais alguém, e caso vocês tenham alguma receita que possa me animar a fazer, aceito sugestões.

INGREDIENTES

- 2 colheres de açúcar
- 2 colheres de maizena
- 1 xícara de leite
- 1 colher de nescau ou canela em pó
(só para dar um toque gourmet)

MODO DE PREPARO

- Misturar o açúcar e o nescau, com a maizena
- Juntar o leite aos poucos, mexendo bem
- Levar ao fogo baixo e continuar mexendo até engrossar
- E está pronto!

OBSERVAÇÕES

- Demora cerca de 15 minutos
- Rende 3 porções.

     E para completar a postagem, assistam esse vídeo para refletirem um pouco sobre a vida, e sobre tudo o que passa na vida e na cabeça das pessoas. "A falta que a falta faz" com JoutJout.



Boa semana pessoal! 

24 de janeiro de 2018

2018 já começou!

    Genteeeeeeeeeeeeee, eu esqueço as vezes de como é ter um blog e acabo focando somente no facebookinstagram e twitter. Mas então, como estão as coisas por aqui?! Quero saber e tudo, todas as fofocas e tudo mais! Na minha vida tudo continua uma beleza. Tenho poucas novidades como sempre.
    Acabei o primeiro ano das minhas disciplinas do mestrado, e agora começa a pior parte que é a dissertação que eu preciso sentar a bunda e escrever, mas não consigooooooo, minha gata caiu do meu apartamento (moro no oitavo andar) e quebrou só uma pata, ficou com 6 pinos durante dois meses, e passou por duas cirurgias, mais internação e tudo mais, mas agora está nova, hehehe, e a vida continua seguindo, passei em um concurso, no meu segundo concurso eu passei uhuuuuuuuul! Coisa que nem eu acreditei!! Continuo morando em Chapecó, não sai daqui ainda, mas quero muuuuito! Dicas de onde morar?! Estou aceitando!
    Ando gastando meu tempo e dinheiro com livros e visitas ao shopping para desviar a atenção da minha dissertação hehehe, é errado eu sei, mas não consigo não fazer isso! Tenho aproveitado esse tempo também para fazer muitas coisas off das redes sociais,conhecer gente nova, comprar livros novos, conhecer lugares novos, tudo isso. Espero continuar assim esse ano.
     Enfim, segue a cena, e qualquer coisa estou por aí! :D 

23 de outubro de 2017

        As vezes conversar com pessoas que nos fazem lembrar de quem somos
        é a melhor forma de sabermos que fizemos coisas certas até onde chegamos. 


Obrigado Lekka por me lembrar disso!

25 de abril de 2017

13 Reasons Why e algumas verdades.

Olá seres humaninhos

Tudo certo com vocês?!

    Não sei quão ligados em seriados vocês são, mas eu andei vendo um seriado aí que estava na modinha: "13 Reasons Why", e sabem qual a conclusão que eu cheguei? Não estava preparado para lidar com coisas do meu passado. Vendo toda a história daquela menina que sofreu de todas as formas no colegial e fora dele. Quero então confessar coisas aqui, que entendi muito mais, depois de ter assistido, não quero que as pessoas sintam pena de mim, ou me critiquem por isso, pensem muito mais sobre as pessoas que cercam em vocês, o que será que elas passam, ouvimos elas? Quero deixar aqui os meus 13 Why:

1º Com 6 anos fui estuprado (o cara hoje é juíz).

2º Tive o dedo da minha mão quebrado por um guri. (Ele usou como justificativa o fato de eu ser gay).

3º Apanhei muito em todo o meu colegial pelo fato de ser Gay.

4º Nunca pude falar isso com a minha família.

5º Fui diagnosticado com uma patologia: Mitomaníaco. 

6º Nunca pude falar isso com "amigo" algum na escola sobre ser Gay.

7º Acreditei em amor, quando namorei pela primeira vez.

8º Um ex-namorado cometeu suicídio e eu nunca soube lidar bem com isso.

9º Pareço duro, mas sou uma manteiga (e choro muito fácil).

10º Tentei suicídio na época do colegial tomando veneno de rato.

11º Não sei ainda qual meu lugar no mundo.

12º Tentei suicídio pela segunda vez cortando duas veias do meu braço.

13º As vezes ainda penso que suicídio é a saída pras coisas.

Obs: Fica a dica de seriado, pra quem gosta!



12 de abril de 2017

Inverno chegando.

Olá seres humaninhos lindos! 

Como estão?

    Bem, por aqui continua tudo certinho, nada mudou muito, minhas aulas no mestrado estão uma loucura, nos sugando até a alma, estou amando o que faço, e faço bem feito hehe, agora contratado como professor de uma faculdade, trabalhando como intérprete de Libras no Instituto Federal de Santa Cataria. Começando mais uma época gostosa de frio, escrevo isso com o mate ao lado, aquele mate quente, que hoje cedo me trouxe lembranças com a briza fria do inverno chegando.


    Uma dúvida minha, o que vocês estavam fazendo a três anos atrás? Conseguem me responder isso? Eu resolvi voltar no tempo hoje, e isso me fez bem, me fez ver que eu estou onde eu queria estar. A única diferença é que não estou com o namorado que queria estar hahahaha. Coisas da vida não é mesmo? 

    
    Saudade das conversas intermináveis, aquele mate quente em um dia frio na pracinha da cidade, perfumes da madrugada, da janela da sacada eu vejo o céu, decorando a praça, então vem pra eu te abraçar, se não vier vou te buscar. Noites agradáveis, eu quero mais! Vontade de abraços quentes, de sorrisos largos e espontâneos, de sair passear com o cachorro, voltar e abraçar o gato. Dividir um cigarro, por que não?


Como é bom revisitar o nosso melhor lado, revisitar o melhor lugar, e chegaaaaar, chegando. Mergulhando em cima de algodão.


.
Banda Frida - Piscina <3