2 de abril de 2011

    

     Num dos lados do riacho o escorpião pediu ajuda ao sapo para passar para a outra margem. O sapo anuiu e começaram a atravessar.
A meio do percurso o escorpião picou o sapo com o seu espigão, largando o seu veneno.
O sapo começou a sucumbir, mas ainda encontrou força para perguntar:

– Porque me fizeste isso, mesmo sabendo que poderás não chegar ao outro lado sem a minha ajuda?
O escorpião desculpou-se, acrescentando,



está na minha natureza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!