17 de outubro de 2012

Aprendi ah dizer Adeus...


              Chega uma hora que você precisa acordar e cair na real e ver que o teu conto de fadas onde tu sempre achastes que era o mocinho, não existe mais e que tu passou de mocinho, para vilão. Talvez essa seja a hora de tu cair na real e abrir mão que tu acha que é teu, mas na verdade já deixou de ser a muito tempo, agora não passa de uma simples lembrança do teu passado, que já não te pertence mais. Não sei até que ponto realmente vale a pena acreditar que um dia ainda ficaras junto com a pessoa que mais te fez bem, mesmo que tu não a tenhas feito tanto bem assim, talvez o que te reste agora seja somente lembranças de um passado bom, mas que já não te pertence mais. Quando tu pensas que estais fazendo a coisa certa, na verdade tu só estás errando mais e mais, tu tenta remediar, mas o orgulho dele sempre falou mais alto, e porque agora deixaria de falar?! Ai depois da primeira tentativa frustrada tu acha que pode tentar fazer a coisa certa mais uma vez, e erra novamente. E assim sucessivamente até um dia que ambos cansam um de tentar, o outro de esperar. Até que chega a hora de abrir mão da pessoa que tu amou, chega a hora que a tua ficha cai e tu percebe que é melhor vê-la feliz com outra pessoa do que contigo, é nessa hora que o “Adeus” se faz presente e tu precisa acima de qualquer coisa ser forte. É nessa hora que tu percebe o quanto foi forte, o quanto tu tentou fazer com que a presença daquela pessoa fosse substituída por outra pessoa, e por outra e por outra, mas não foi, e tu só percebes isso quando já é tarde demais para voltar atrás e corrigir o erro de um passado não tão distante. Agora é a hora de fazer o que?! Não sei. Tentar de novo, mesmo que todos digam pra ti que não é pra ti tentar, mesmo que todos digam que Ele já tem outro, ou que não te merece, ok. É hora de tu caíres na real e ver que realmente tu foste o grande erro da história de vocês dois. Agora é a hora de finalmente se desligar do passado e seguir a tua vida, sozinho ou não, já não interessa pra ninguém além de ti mesmo e da tua consciência que se te deixar dormir já é uma grande coisa. Pra ti William P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!