12 de março de 2013

Pretéritas ❤

[...] I can be tough, I can be strong, but with you it's not like that at all...
I remember all those crazy (and lovely) things you said... things we did.
Damn what i'd do to have you here...
I wish you were here.

Damn, damn, damn... i'm in LOVE
[...]


Eu não sei se tô doente de saudade, mas sei que muita saudade pode me deixar assim. Hoje fui no mercado, fui na sessão daqueles biscoitos. Respirei bem devagar, olhei pausadamente. Comprei um pacote pra sarar (risos).

As vezes cruzamos os braços, como se pudéssemos nos proteger de alguma forma. É quase uma insegurança secreta, um pensamento no silêncio que remete manhã seguinte em que acordamos sozinhos. Um segredo de algo que não sabemos lidar. Podemos reger e dirigir tantas coisas a nossa volta, tudo parece estar seguindo tão bem. Mas somos incapazes de reger nós mesmos, o nosso interior, como se estivessemos parados no tempo.
 
Enquanto assistia aquela cena, costumeiramente derramando um par de lágrimas com a cabeça pendida do meu lado direito, perguntei se acreditava em tudo aquilo. Encontros, reencontros, pessoas mudando por amor, gente querendo ser feliz a dois, amando e sendo amadas de verdade, insubistituíveis, incondicionais. No fundo eu me perguntei se eu ainda acreditava no amor em si.
 
( A Casa Do Lago - Romance)
 

Eu já não sou aquele menino que descansava em um leve riso de felicidade, já não tenho o olhar brilhante que encontrou segurança em promessas. Se choro nessas cenas, já não me dizem que não preciso chorar. Já não tenho, nem sou mais nada daquilo que fazia do amor parecer real. Muitas as coisas passaram, até mesmo aquelas que a maioria acredita ser pra sempre.

Eu pensei que iria hesitar, que iria dar uma resposta negativa pra mim. Mas não titubeei ao lembrar-me do quão de verdade fui, e isso bastou para que o amor fosse real pra mim e eu pudesse sorrir um sim, eu acredito. 

4 comentários:

  1. Respostas
    1. O que é a verdade?! Sinto ela, mas não a sei definir.

      Excluir
  2. Verdade é que nem remédio antigo. Às vezes arde ou é amarguento mas - no finla das contas - só faz bem! Hehehehe! Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curti a citação que remete aos remédios antigos, hehehee, assim como eles - a verdade deixou de ser algo do nosso século, é das antigas.

      Excluir

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!