10 de fevereiro de 2014

Carta a ninguém!




Com amor para ninguém,
meu amor, 
meu nada, 
minha coisa nada, 
é muito difícil pra mim nesse momento expressar tamanho sentimento, 
hora brando, 
hora dormento, 
que toma assim do nada, 
não sei quem é você pois te imaginava com tudo, 
e no dia do nosso encontro, 
vi que para mim, 
você era mais que nada. 
Nada tinha a ver comigo, 
contudo, 
eu gostei, 
me envolvi, 
me entreguei, 
me apaixonei por você,
me humilhei,
ninguém tinha despertado meu coração,
ninguém,
eu amo você ninguém,
amo e tenho certeza que ninguém te ama mais do que,
mas naquele dia ninguém apareceu,
pra me impedir,
do sentimento,
ninguém mesmo,
nem mesmo eu,
que não abri meu coração pra ninguém,
mas você é meu ninguém,
meu ninguenzinho,
mas o pior,
é que ngm sabe de nós,
queria revelar pra todo mundo,
que ninguém me ama,
mas ninguém apareceu,
aliás,
aparecer,
apareceu,
apareceu quando,
mas,
que tanto esperei outrora,
fiz que não vi ninguém,
e deixei,
que o que eu mais quero,
o que mais quero é ninguém,
ninguém me entende,
ninguém me ouve,
ninguém me ajuda,
por isso,
dedico essa carta pra ninguém,
por que eu só quero,
te conheço como ninguém,
e é desse jeito que quero mudar radicalmente,
pra dizer que agora não conheço mais ninguém,
me esquece,
por que ele pra mim,
já não passa de um ninguém,
adeus,
com amor, 
do seu amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!