5 de junho de 2014

(Bitch) HAHAHA

Acordei com essa musica na cabeça a semana toda, era meio que no automático quando acordava e já colocava ela pra tocar no meu not. A letra eu achei simplesmente perfeita, no começo ela já diz que o cara não achou ela em uma cozinha, mas sim em um estúdio – tipo, não preciso malhar a minha bunda por você, por que eu tenho um cérebro (pra que algo mais fantástico que isso, quando se está pensando em quebra de tabus?!).

Essa quebra de tabus sobre manequins que a indústria da moda impõe como perfeitos na cabeça das mulheres de hoje em dia, em que – sei lá, por exemplo, tu não fores manequim 38 não será bonita o suficiente. [...]Sometimes it’s hard to find the words to say / I’ll go ahead and say them anyway / Forget your balls, and grow a pair of tits / It’s hard, it’s hard, it’s hard out here / For a bitch, it’s hard / (For a bitch, for a bitch) / For a bitch, it’s hard / It’s hard out here [...]
(Tradução: Às vezes é difícil encontrar as palavras para dizer / Eu vou em frente e digo de qualquer jeito / Esqueça suas bolas e crie um par de tetas / Está difícil, está difícil, está difícil por aqui / Para uma vadia, está difícil / (Para uma vadia, para uma vadia) / Para uma vadia, está difícil / Está difícil por aqui [...]).

Isso serve para os homens também, se não tiver barriga de tanquinho ou aquele braço malhado não vai servir, e nem uma ‘mina’ vai te dar bola, entre os gays então é ainda pior, vive-se em busca do corpo perfeito, mas estão esquecendo de malhar os seus cérebros meus queridos! (Ou pelo menos alguns, né?!) Sei lá, minha construção em cima disso é muito mais peculiar, não gosto de nada exagerado, corpo definido, braços malhados, meu amor – só se for pra concertar o telhado do meu salão de festas, mas na minha cama NÃO!


Não quero braços malhados, não quero corpos bem definidos, não quero alguém que gaste mais tempo pra se arrumar antes de sair, do que o tempo que passa fora de casa, posso esperar 10 ou 15 minutos, mas não 3 horas! HAHAHAHA É meus queridos, vamos quebrar mais esse tabu?! Não importa se é alto ou baixo, com pelos ou lisinho, malhado ou fofinho (até magrinhos como o meu Boy entram na lista), o que importa é aquele cérebro malhado, beleza não sustenta conversa! Borá então curtir o som dessa #DIVA - que não tá preocupada com o que vão falar, ela só quer dançar \o/


12 comentários:

  1. Então! " o que importa é aquele cérebro malhado, beleza não sustenta conversa!

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É - o que realmente importa é aquele cérebro malhado, pra aquela conversa gostosa ;) HAHAHAHAA


      Beeeijo's!

      Excluir
  2. O meu é enorme, taludo, pesado e tá sempre pronto pra bombar. Tô falando do meu cérebro - que fique claro... hahahahaha!
    Gracias pelas felicitações, Mr. Horn! Primveras foram 38, mas com corpinho de 40... hahahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHA Só tu pra me fazer rir tanto seu cabeção, mas essa foi boa mesmo! Não tem do que agradecer Boy :P 38 com corpinho de 40?! rsrs

      AbraçosLindão!

      Excluir
    2. Cabeção?!? Eu?!? Como tu adivinhou?!? Não me diz que vazou meu vídeo-íntimo... hahahahaha!
      E tô tipo vinho, meu filho... quando mais velho, mais phodão! ;)

      Excluir
    3. HAHAHAHAHAHAHAHA Nem te conto como eu sei ;) HAHAHAHAHAHAA

      Tipo Vinho?! essa é boa! Qual a safra?! Seco ou Suave?! rsrs

      Excluir
    4. Freduco... tu tens videos íntimos?

      Passa já.. urgentemente o link vai!!

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    5. HAHAHAHAHAHAAA Todos querem os vídeos do Fredelícia HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAAAA

      Excluir
  3. Ai ai, enquanto isso eu aqui cercado.de.pessoas que só se importam com a aparência. Moro no inferno mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHA Pois é neh, a sociedade de hoje anda 'desse jeito', isso é ruim e muito estranho, não é?!

      Excluir
  4. Olá querido, boa noite tudo bem? Estou refletindo bastante nos últimos tempos sobre isso, vejo muita gente indo na academia, para ter um corpo legal, mas vejo pouca gente malhando o cérebro para ser uma pessoa mais inteligente, ou menos tosca.
    Também fico pensando como a mídia, ok sei que tô sendo clichê, desfavorece a auto-estima das pessoas, mostrando aqueles corpos que ninguém, indo beeeem longe, me parece que ás vezes isso se reflete nas relações, naqueles momentos em que nos relacionamos com pessoas que são "piores" do que nós.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, tudo bem sim e com você?! Em momento algum clichê, mas falando a mais pura verdade, é no dia a dia é que conseguimos perceber quem anda malhando o cérebro e não só o corpinho para ficar perfeitinho. Isso muita vezes me joga lá pra baixo sabe, um pouco antes de começar a Namorar, conheci alguns garotos, que tinham corpos "perfeitos", ATÉ ABRIREM A BOCA hahaha. Essa é a vida, enquanto as pessoas estiverem mais preocupadas em malhar o corpo, teremos mais pessoas alienadas e aquelas que não malham o cérebro mesmo!

      Excluir

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!