6 de abril de 2015

Passivo, Ativo ou Relativo?!

Queridos, começo esse post dizendo: SOU PASSIVO SIM!!! 

Qual o teu problema com isso?! NEM UM, exatamente isso, N-E-N-H-U-M.

Sentado as três horas da manhã na frente do meu prédio conversando com uma amiga e dois amigos, entramos no assunto, ativo, passivo, relativo, se existe ou não definição pra isso, se isso realmente importa em uma relação ou não, e sabe a qual conclusão chegamos?! Depois de debater sobre os preconceitos que os passivos sofrem, por serem considerados as “mulherzinhas” da relação, por serem os frágeis da relação, e todo aquele mimimi que já estamos carecas e saturados de ouvir, a conclusão que chegamos foi ... ASSUMA A SUA PASSIVIDADE QUERIDO!!! E aqui ainda puxo um parênteses para a situação dos gays mais femininos, já vi tanto gay feminino sendo ativo (e que ativo heeeim), e já vi muito “machão” tendo muuuuuuuito prazer sendo passivo, ok !!!
 
Não tenha medo, e muito menos se sinta inferior ao seu parceiro, você é quem manda nessa bagaça toda, é tu quem decide se vai ter sexo ou não. Chega de sermos julgados e termos que ter atitudes heteronormativas, somos gays, e temos orgulho disso, temos orgulho de sermos passivos sim, e qual o problema disso?! NEM UM. Já ouvi de um boy uma vez: “-Nossa, achei que tu fosse ativo, por isso não cheguei em você.” Querido, desculpa, mas não é por parecer ativo que eu deixe de transar da forma que eu mais goste, o que importa é sentir e proporcionar prazer. Não limitar-se, admito que me satisfaço mais sento passivo sim, já fui ativo, e senti prazer também. Qual o problema disso?! NEM UM.


Seja PASSIVO, seja ATIVO, seja RELATIVO, o que realmente importa é?! GOZAR !!!


10 comentários:

  1. Eu diria o seguinte: seja PASSIVO com alguem que te quer PASSIVO.
    Ou seja ATIVO com alguem que te quer ATIVO e por ai vai...
    No meu tempo isso era um tabu. Naquele tempo não sabíamos em que caminho transitar...tamanha eram as dúvidas e fantasias! Quando me iniciei sexualmente, não tinha nenhum conhecimento de nada. Como curioso experimentei de tudo, os dois lados da moeda! Tudo valeu a pena! Até mesmo as brochadas! kkkkkkkkkkk
    Hoje to nem ai pro que falam...no fim todo mundo quer é ser felíz!
    A propósito: nunca tinha ouvido o termo: RELATIVO!!
    Meu deus como to ultrapassado..rsrsrsrsrsrsrsrsrs

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido amigo isso já foi tabu, e agora existe um grande preconceito dentro do próprio meio Gay com essas questões, por isso a minha indignação nessa postagem. A maioria das pessoas na fase da iniciação sexual provam o sexo de todas as formas, mas poucos falam disso abertamente, e poucas pessoas como nós, realmente acham que tudo é válido, incluindo as brochadas hahahaha

      Então, RELATIVO é a mesma coisa que FLEX, o troca-troca na hora da relação sexual, hora ativo, hora passivo. Querido, quem nunca fez uma dessas não sabe o que tá perdendo hahahaa

      Não se não tá ultrapassado, as coisas mudam e evoluem com uma rapidez que muitas vezes não acompanhamos, e quando nos damos conta, meu deus, já foi.


      Beeeijão Querido !!!

      Excluir
  2. Curti seu ponto de vista....
    Hoje em dia vale tudo, o importante é ser feliz.
    Há muitos gays preconceituosos e que não admitem algo por vergonha......
    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza meu amigo, o que realmente importa hoje é ser feliz, não importa como, e quebrar esses "tabus" que o próprio meio gay nos impõe.

      Abração!!!

      Excluir
  3. E eu diria que o que importa (além de gozar,é claro) é ser o que se é, e mais do que isso: ser feliz...#sóacho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ai Madi, ser quem somos, sem rodeios, sem ter que esconder o nosso afeto, o nosso amor, sem disfarces. A grande procura da nossa geração .. a felicidade!!!

      Abração moça linda :D

      Excluir
  4. Eu concordo com cada palavra que você disse - eu mesmo sou relativo, gosto de pensar que sou capaz de qualquer coisa para satisfazer meu parceiro ... enfim ...

    Gossip of Men.
    http://gossipofmen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso querido Chris, quando estamos realmente abertos para sermos o que bem entendermos, nada mais nos segura, essa "liberdade" sexual nos pertence e a mais ninguém.

      Grande Abraço querido !!!

      Excluir
  5. Papo de homem esse seu ! rs !
    Concordo contigo em tudo ! Esse preconceito de gay com gay é ridiculo !
    Somos todos pessoas, pessoas que dividem o seu tesão com outras pessoas, não importa o gênero e há milhares de combinações de como fazer a coisa !

    Abração !

    ResponderExcluir

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!