12 de janeiro de 2017

LGBTfobia - matou mais um de nós.

"Mamãe fiquei protegido no seu ventre por nove meses, quando nasci, fui a alegria da família, nasci gay, cresci gay sofrendo na escola, na rua, era o motivo de tantas piadas, a culpa nunca foi minha por isso, e a senhora me matou a facadas e ateou fogo em meu corpo porque era o corpo de um filho gay, morri mas quero que o mundo inteiro saiba que a senhora é uma MÃE ASSASSINA e eu continuarei sendo seu filho GAY Itarbelly Lozano."
Nossa luta agora é por ti também! Morremos contigo também.
Itarbelly descanse em paz e que sua jornada seja de muita força e luz meu querido!



2 comentários:

  1. E o nosso mundo continua podre com tanta intolerância, preconceito e estupidez.

    Bom tê-lo de volta.

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Continua mesmo! Quando comecei a ler ontem, fiquei sem ar, chorei, e não sabia o que pensar sabe, estamos virando números de estatística.

    Obrigado querido! :D

    Beeeijos!

    ResponderExcluir

A minha opinião eu dei, agora quero ver a de vocês!